fbpx
Lição 5 de 72
Em andamento

O que fazer com os programas da minha vida?

Sandra Martinhago 21 de janeiro de 2022

Acredito que você não consegue negar que você trás 50% de informações genéticas de seu pai e 50% de sua mãe.

Como acreditamos nas informações e estudos científicos isso já não se questiona mais.

O que isso vai representar na minha vida?

A resposta é simples, mas viver isso pode ser muito complicado.

Você não recebe tão somente as informações genéticas que irão dizer qual será a cor do seu cabelo, qual a cor dos seus olhos, a altura que você irá ter. Você recebe também informações epigenéticas das vivências dos seus antepassados. Se não fosse assim, ao nascer teríamos que aprender tudo novamente. Não sei se você sabe mais nós não somos seres instintivos, nós temos o instinto aprendido. Isso significa que para aqueles eventos que você for exposto na sua vida e que não houver estratégias no seu clã e nem você nunca experimentou algo parecido. Você simplesmente não irá saber como se defender, a não ser que você tenha alguns dons espirituais.

Foi exatamente isso que aconteceu com os nativos na época das invasões de caravelas, como eles não conheciam esse objeto, eles não podiam ver. Mas os magos, os caciques, com o seu sexto sentido puderam perceber antes que todos as evidências de algo naquelas águas que se mexiam diferente.

Mas nem sempre esse sexto sentido está desenvolvido para todos, e não podemos somente contar com isso. Posso imaginar que você ja teve alguma vez na sua vida uma experiência de revelação, onde você não sabia como, mas sabia que ia acontecer ou que tinha algo que não podia dizer ainda o que era. Isso é o seu sexto sentido aparecendo.

Mas você sabe que ele não aparece toda hora, e não deve ser poucas as vezes que você já se sentiu traído enganado. Já deve ter dito “não esperava que podiam ter feito isso para mim”. Você só não esperava, porque você não tinha essa informação na sua genética. Simples assim. Agora qualquer coisa que acontecer que você já tenha experimentado certamente você usa frases do tipo “isso não está me cheirando bem”, “sinto que isso não vai dar certo”, “não estou gostando do que estou ouvindo”. Quem já não teve essa experiência.

Boa notícia é que você precisa dessa informação herdada, desses programas, para levar a sua vida com êxito, com sucesso. Não tem nada de errado com essas informações, não tem nada de errado com as estratégias dos nossos antepassados. Se pensarmos na lei da evolução de Darwin, onde os mais fortes sobreviveram, você vem dessa origem. Você só está aqui porque os seus antepassados encontraram as melhores estratégias para sobreviverem, então já sabemos uma coisa, todas as estratégias são excelentes, para o contexto que eles viveram.

A má noticia, queremos jogar essas estratégias no lixo porque elas não servem mais para o nosso contexto. Isso seria a sua falência total. Porque você iria adotar estratégias de outros sistemas, de outras vivências e o seu biocomputador poderia não rodar bem esse programa. Seria como colocar um programa do Mac para rodar em um Windows, já sabe que não vai funcionar, a não ser que exista algum aplicativo que faça alguma adaptação, fora isso, o computador estará inutilizado. Assim acontecerá com você se quiser eliminar os programas do seu biocomputador e colocar esses mais modernos. Não vai rodar.

O que isso significa que você não deve viver em polaridades, ou concorda com tudo que você e seu clã viveu, ou descorda de tudo. Nesse lugar concordando ou descordando, você irá sofrer as mesmas consequências e sofrerá de modo diferente somente. Agora se você quer realmente ser feliz, vai precisar aprender a reconhecer os programas, respeitá-los, deixar eles ai, porque em algum momento eles já foram bons e podem ser novamente, mas adaptar isso de forma mais adequado para a atualidade, é isso que você aprende com o curso de PNL Integrativa.

Se você realmente colocar em prática o que vai aprender, de acordo com a forma do seu cérebro funcionar, de acordo com os seus valores, vai ser muito difícil você cair no “conto do vigário”, as pessoas não te enganarão mais de forma tão fácil, você encontrará soluções mais efetivas para suas necessidade, isso te dará mais autonomia, mas decidir quando faz igual e aproveito o que já tem instalado nos seus músculos ou quando vai em direção a aprender novas estratégias.

Você já pensou em quantas informações você já recebeu par ficar quietinho no seu canto, talvez se tiver um predador lá fora, é isso mesmo que deve fazer. Mas me parece que os dinossauros foram instintos, não foram?

Sandra Martinhago